A candidatura a Geoparque Mundial da UNESCO será apresentada este ano

Aspirante Geoparque Oeste: Plano Estratégico apresentado oficialmente

27-06-2022
Aspirante Geoparque Oeste: Plano Estratégico apresentado oficialmente
O aspirante Geoparque Oeste apresentou, no passado dia 14, no Museu Leopoldo de Almeida, em Caldas da Rainha, o Plano Estratégico para o território que integra o aspirante a Geoparque Mundial da UNESCO, constituindo o Município do Cadaval entidade parceira.

O Plano Estratégico foi elaborado pelo CITUR – Centro de Investigação, Desenvolvimento e Inovação em Turismo e pelo CARME – Centro de Investigação Aplicada em Gestão e Economia, estruturas de investigação do Politécnico de Leiria, em estreita parceria com a equipa técnica da AGEO – Associação Geoparque Oeste.

 

Este documento orientador está desenhado para os próximos 10 anos e indica um conjunto de objetivos estratégicos e específicos, complementados por um plano de ação que está articulado com os objetivos para o Desenvolvimento Sustentável e com a Agenda 2030. Destaca-se ainda deste Plano Estratégico os planos de marketing e de negócios da AGEO, enquanto unidade gestora do aspirante Geoparque Oeste.

 

A sessão de apresentação contou com a presença de várias entidades locais e regionais, a par dos representantes do Arouca Geoparque Mundial da UNESCO e do Naturtejo Geoparque Mundial da UNESCO. Teve como principais oradores o presidente da direção da AGEO, João Serra, o presidente do Politécnico de Leiria, Rui Pedrosa, e o representante da equipa multidisciplinar que desenvolveu o trabalho, João Paulo Jorge.

 

Para o presidente da direção da AGEO «o Plano Estratégico apresentado tem por base um território com património natural e cultural ímpar, fruto dos registos que a história da terra aqui deixou, da presença humana que utilizou a geomorfologia do território, mas sobretudo da resiliência de um povo com uma identidade própria.»

 

Na sua intervenção, o presidente do Politécnico de Leiria, Rui Pedrosa, destacou o facto de este Plano Estratégico ser «o reflexo de uma metodologia colaborativa, que contou com os contributos da equipa técnica da AGEO, mas sobretudo com as ideias e propostas das forças vivas do território do aspirante Geoparque Oeste». Por esse motivo, considera que «este plano não reflete apenas a visão do aspirante Geoparque Oeste, mas sobretudo uma visão integrada dos agentes económicos, sociais e associativos que desenvolvem a sua atividade nos seis municípios que compõem esta candidatura». Por fim, reforçou que nem sempre o conhecimento está na academia, e como tal é necessário sair das portas da academia e trabalhar em prol do conhecimento e da ciência em estreita parceria com as comunidades.

 

O coordenador executivo do aspirante Geoparque Oeste, Miguel Reis Silva, congratulou-se pelo facto de este ser «um trabalho que começou em 2019 e que agora é publicamente apresentado, só possível devido ao esforço, dedicação e empenho de todas as partes envolvidas». Referiu ainda que o Plano Estratégico do aspirante Geoparque Oeste está disponível em www.geoparqueoeste.com para que possa ser consultado e utilizado por todas as entidades do território.

 

O aspirante Geoparque Oeste envolve os municípios de Bombarral, Cadaval, Caldas da Rainha, Lourinhã, Peniche e Torres Vedras, e é gerido pela AGEO – Associação Geoparque Oeste, tendo como objetivo a submissão, até ao final do presente ano, de uma candidatura a Geoparque Mundial da UNESCO e posterior gestão do futuro Geoparque Oeste.

 

Refira-se que, em Portugal, existem cinco territórios com a chancela de Geoparque Mundial da UNESCO.
Fonte: AGEO | SCRP - CMC

  • ORÇAMENTO
    PARTICIPATIVO 2022




  • Siga-nos

Topo / Top
  •   Menu acessível
  • Promotor Oeste Portugal
  •   Oeste CIM
  • Co-financiamento Compete
  •   QREN
  •   União Europeia
Powered by Powered by U-LINK
© 2006 - 2022 Município do Cadaval - Todos os Direitos Reservados.