Animação natalícia passa pelo Concelho, embora com todas as precauções

Fátima Paz: «Tudo o que pudermos fazer para incentivar o consumo local é sempre importante»

22-12-2020
Fátima Paz: «Tudo o que pudermos fazer para incentivar o consumo local é sempre importante»
A visita do pai natal e companhia às escolas do Concelho (Foto: © JF Vermelha)
Fátima Paz, vereadora da Cultura, faz-nos um primeiro balanço do que tem sido o Natal no Concelho, neste ano atípico que vivenciamos. A também vice-presidente camarária aponta, ainda, o móbil do Município ao proporcionar a animação natalícia, mesmo debaixo dos evidentes constrangimentos da pandemia.

O grande objetivo da animação natalícia foi qual, este ano?
Entendemos manter o investimento na iluminação de Natal, com o objetivo de estimular a economia local, criando um ambiente de “espírito natalício” onde está grande parte do pequeno comércio, que é a Vila do Cadaval, como é habitual.
É óbvio que tivemos de adaptar as nossas ações de modo a evitar a concentração de pessoas, mas, mesmo assim, com regras apertadas, mantivemos o Mercado de Natal, por exemplo.

 

Os concursos no comércio e na restauração, bem como o mercado de natal, são particularmente importantes para os nossos agentes económicos nesta conjuntura, verdade?
Tudo o que pudermos fazer para poder incentivar o consumo local é sempre importante para os nossos agentes económicos, pois as restrições à movimentação e permanência de pessoas nos estabelecimentos comerciais têm trazido prejuízos para a maioria dos negócios, nomeadamente à restauração e pequeno comércio, como sabemos.
Por detrás de um comerciante há também, sempre, uma ou várias famílias que estão dependentes daquela atividade para ter o seu rendimento, sem o qual, depois, a economia não funciona.
Sabemos que a autarquia não pode fazer muito para inverter o atual rumo da economia mas, o que puder ser feito, será feito, na medida das nossas capacidades.

 

Apesar da conjuntura, o Natal passou pelas escolas, invariavelmente. O que mudou este ano?
Este ano, tivemos um Natal mais “virtual”, em que as novas tecnologias tiveram destaque, pois a animação chegou às escolas pela internet, com transmissão simultânea para todos e sem a habitual apresentação presencial.
Mesmo assim, o Pai Natal passou nas escolas para dar um olá às nossas crianças e entregar umas prendas.

 

A atuação em “live streaming” da música Laura Varges trata-se de uma oportunidade de apoiar os agentes culturais do Concelho?
É esse o objetivo. A Laura Varges já tinha estado em 2019 no auditório dos Paços do Concelho, por ocasião das comemorações do 25 de abril, e é efetivamente um encanto ouvi-la; ela sozinha faz um espetáculo.
A continuarem as restrições, quem sabe se não será uma iniciativa para dar continuidade, com outros artistas locais, vamos ver.

 

E a nível da intervenção social específica para a época natalícia?
As pessoas não comem só no Natal e, por isso mesmo, temos vindo a reforçar, quer a nossa atenção aos alertas vindos da comunidade, quer o apoio com bens alimentares às famílias do Concelho que entretanto estão a viver dificuldades e que, infelizmente, têm vindo a aumentar.

 

Uma mensagem de boas festas.
Desejo que todos celebrem esta época festiva com muita Saúde, Paz e Amor, e que respeitem as orientações sobre a realidade do momento, para que não tenhamos que nos lamentar em janeiro dos excessos de fim de ano.
Espero que no próximo ano possamos deixar as máscaras e que se volte a poder conviver com a família e os amigos.


Aceder a cartaz de animação de Natal
Fonte: SCRP | CMC



  • Siga-nos

Topo / Top
  •   Menu acessível
  • Promotor Oeste Portugal
  •   Oeste CIM
  • Co-financiamento Compete
  •   QREN
  •   União Europeia
Powered by Powered by U-LINK
© 2006 - 2021 Município do Cadaval - Todos os Direitos Reservados.