O equipamento ficou enquadrado na requalificação do parque verde da vila

Parque Radical do Cadaval a funcionar há três anos

26-08-2020
Parque Radical do Cadaval a funcionar há três anos
O dia 26 de agosto de 2020 marca, precisamente, três anos corridos sobre a inauguração do Parque Radical do Cadaval, infraestrutura que veio colmatar uma lacuna que era há muito identificada e sentida, em particular pela camada juvenil local, e que veio dar um colorido e uma dinâmica especiais ao parque verde da vila.

Num investimento que rondou os cem mil euros, cofinanciados através do programa Centro2020, a construção do skatepark veio dar uma nova vida ao parque de lazer da vila e enquadrou-se no projeto de recuperação e valorização de que foi alvo aquele espaço verde.

 

A 26 de agosto de 2017 era descerrada a placa alusiva, por José Bernardo Nunes, presidente da Câmara, que contou com a participação de Diogo Lopes, jovem que liderou o grupo colaborante no programa preliminar do concurso da obra, a partir de desafio lançado pela autarquia.

 

O parque compreende uma plataforma com vários obstáculos à medida dos mais audazes praticantes de Skate, BMX Freestyle e In Line Agressive.

 

Recorde-se que a inauguração da infraestrutura contou com a participação do Radical Skate Clube – associação desportiva responsável pelos circuitos nacionais de skate desde 1990. A tarde inaugural incluiu demonstrações por skaters profissionais e foi complementada por um escorrega aquático colocado junto ao parque radical, que o Município entendeu incluir neste dia, para júbilo dos mais jovens.

 

Já depois de inaugurado, coube ao artista urbano Le Funky efetuar a pintura do parque radical, um trabalho que levou vários dias a ficar concluído e que veio dar um colorido caraterístico a uma das zonas mais apreciadas pela juventude local e das imediações.

 

Praticantes satisfeitos com skatepark

 

Diogo Lopes referia, alguns meses após a inauguração do parque radical, ter sido «com enorme alegria» que recebeu a proposta camarária de participar no projeto do skatepark.

 

«Ouviram tudo o que foi dito e satisfizeram todas as nossas necessidades», apontava. O skater cadavalense apelidava a opinião da maioria dos utilizadores de «altamente positiva, recebendo também algumas críticas construtivas».

 

Diogo informava, na ocasião, que os praticantes têm vindo de todos os lados – Bombarral, Caldas da Rainha, Torres Vedras e até de Lisboa. «Segundo o que me dizem, o parque não é grande como outros, mas está muito bem estruturado e, acima de tudo, muito criativo».

 

Veja ou reveja a fotorreportagem do dia inaugural (26-08-2017)
Fonte: SCRP | CMC



  • Siga-nos

Topo / Top
  •   Menu acessível
  • Promotor Oeste Portugal
  •   Oeste CIM
  • Co-financiamento Compete
  •   QREN
  •   União Europeia
Powered by Powered by U-LINK
© 2006 - 2020 Município do Cadaval - Todos os Direitos Reservados.