Um novo espaço, uma funcionária e recursos para manter os animais

Associação de animais do Cadaval em busca de novo abrigo

14-08-2014
Associação de animais do Cadaval em busca de novo abrigo
Prestes a completar seis anos de existência, a Associação Protetora dos Animais do Cadaval (APAC) retirou já da rua 400 animais domésticos. A APAC tem agora como preocupação fundamental a procura de um novo abrigo, de uma funcionária e recursos materiais para poder continuar a acolher e tratar os animais recolhidos, até à sua adoção.

Fundada a 8 de outubro de 2008, a APAC soma, atualmente, perto de 18 voluntários e cerca de 140 associados. A atual direção está em funções desde 2 de março de 2012, sendo que os corpos sociais da associação compõem-se de um total de 15 membros.

As suas formas de atuação passam por «recolher e tratar dos animais em risco para seguirem para adoção, que são esterilizados, vacinados, chipados, registados no SIRA [Sistema de Identificação e Recuperação Animal] e desparasitados», tal como informa Cristina Mendes, da direção da APAC.

De acordo com a porta-voz, outra das missões da associação prende-se com «ajudar famílias com dificuldades financeiras na esterilização dos seus animais domésticos e, na medida do possível, ajudar com ração.»

«Já retirámos da rua aproximadamente 400 animais domésticos, dos quais cerca de 330 já foram adotados. Os restantes encontram-se no abrigo e em famílias de acolhimento temporário», revela Cristina.

Para fazer face às despesas correntes, a APAC tem promovido várias campanhas de angariação de fundos.

A associação tem, paralelamente, levado a cabo campanhas de recolha de alimentos em supermercados. A mais recente, realizada em julho numa grande superfície do Bombarral, contou com seis equipas (de dois voluntários cada) e reuniu mais de 700 quilos de ração, entre diversos outros produtos para animais.


Entrega do "cabaz" a Júlio Cunha, membro da direção da APAC
 

Outra ação a favor da associação de animais tratou-se da recente campanha de recolha de produtos farmacêuticos promovida, desta feita, pelo responsável de duas farmácias locais, Gustavo Guerra. «Penso que estas iniciativas são muito importantes e quem sabe se mais farmácias não tomam isto como exemplo e começam a ajudar outras associações.», sublinha a porta-voz da APAC. «É bom saber que o Cadaval, se calhar, foi pioneiro neste tipo de angariação de fundos».

Outra forma de ajuda à manutenção do abrigo consiste nas receitas decorrentes da loja de artigos em segunda mão que a associação dinamiza.

Presentemente, a associação está centrada na «procura urgente de um novo espaço e meios para o construir, nomeadamente mais “boxes”, não só para os cães, mas também para gatos e outros animais em risco», observa a responsável. Também urgente é a necessidade de «arranjar um funcionário que possa prestar serviço no abrigo, de segunda a sexta, e os meios necessários para se pagar a esse funcionário», conclui Cristina.

Toda a ajuda a favor da APAC é bem-vinda, desde o ingresso de novos voluntários a doações de ração, produtos/medicamentos veterinários e também dinheiro para ajudar a pagar as contas mensais (água, luz, comida, veterinários, produtos de limpeza, entre outras).

A Associação Protetora dos Animais do Cadaval está sediada na Junta de Freguesia do Cadaval e Pêro Moniz e pode ser contactada para qualquer assunto, inclusive para adoções de animais, pelos telefones 916 811 378 ou 927 295 099.

No blogue http://apacanimaiscadaval.wordpress.com, a APAC faz habitualmente divulgações importantes aos “amigos dos animais”.

Quanto a donativos a favor dos animais, eles podem ser feitos para a conta da APAC, com o seguinte NIB: 0035 0180 0001 5282 5308 7.

Apoie esta causa!

Fonte: SC | CMC



  • Siga-nos

Topo / Top
  •   Menu acessível
  • Promotor Oeste Portugal
  •   Oeste CIM
  • Co-financiamento Compete
  •   QREN
  •   União Europeia
Powered by Powered by U-LINK
© 2006 - 2020 Município do Cadaval - Todos os Direitos Reservados.