A mudança permitiu criar novas valências

Biblioteca Municipal: 11 anos a funcionar no atual edifício, junto ao parque de lazer

19-09-2020
Biblioteca Municipal: 11 anos a funcionar no atual edifício, junto ao parque de lazer
Perspetiva sobre a fachada do edifício da Biblioteca Municipal
A Biblioteca Municipal do Cadaval completou, a 19 de setembro, onze anos de reinstalação no atual edifício, um equipamento que veio colmatar uma lacuna até então verificada no Concelho, possibilitando fomentar o acesso local à cultura e ao conhecimento.

Com efeito, a biblioteca pré-existente (em edifício contíguo à atual sede da delegação da Cruz Vermelha) não respondia às necessidades então sentidas, por ser um espaço muito limitado e sem condições para dar resposta à missão da biblioteca na atualidade.

 

O imponente e moderno edifício da nova biblioteca ficou integrado na Rede Nacional de Bibliotecas Públicas, daí que tenha sido concebido enquanto “centro local de informação”, que veio tornar acessível, a diferentes tipos de utilizadores, o conhecimento e a informação dos mais variados géneros.

 

Para tal, possui duas secções, uma para adultos e outra infantil/juvenil com os seguintes serviços: empréstimo, consulta local, periódicos, autoformação e audiovisual (com escuta e visionamento locais). Integra também espaços polivalentes para atividades tão diversas como a Hora do Conto, jogos educativos, audições coletivas, projeções, colóquios, exposições, entre outros.

 

A área pública divide-se em dois pisos, sendo que, ao nível inferior, ficam situados os serviços internos.

 

No que respeita à coleção, para além de livros, jornais e revistas, a biblioteca passou, na ocasião, a reunir documentos áudio, vídeo e multimédia. Mais recentemente passou a ter, em catálogo, documentos para leitura digital (PDF) e, desde o início do mês de setembro, disponibiliza acesso ao jornal Público online.

 

Na ocasião da mudança de instalações, a biblioteca passou ainda a contar com serviços baseados nas tecnologias de informação e comunicação, que permitiu, nomeadamente, a transferência e expansão do antigo Espaço Internet, de forma a criar um Espaço Internet e Multimédia, que veio, assim, reforçar a dinâmica já existente no acesso à Internet, continuando a promover o combate à info-exclusão.

 

«Nomes conhecidos a nível nacional, como Cristina Valente, Pedro Chagas Freitas, João Tordo, Marco Paulino, Eduardo Sá, Nuno Camarneiro, Nuno Nepomuceno, Nuno Amado, Nuno Miguel Henriques, entre outros, passaram pela Biblioteca Municipal, ao longo destes 11 anos, assim como muitos autores menos conhecidos mas reconhecidos na comunidade local», avança Tânia Camilo, responsável da Biblioteca Municipal.

 

«De destacar, ainda, o Prémio Literário Fernanda Botelho, que, em parceria com a Associação Gritos da Minha Dança, veio colocar o concelho do Cadaval no mapa das iniciativas literárias nacionais, estando para breve a publicação da segunda coletânea de contos vencedores e menções honrosas», revela a porta-voz.

 

«A biblioteca é um espaço criado para servir a sua comunidade e está aberta a todos, mesmo em tempos difíceis como os que passamos atualmente e que marcam este 11.º aniversário. Foram feitos esforços e adaptações para que a leitura e a informação não faltassem a quem já tem como rotina a visita ao espaço e a utilização dos seus serviços», adianta Tânia Camilo.

 

A localização deste equipamento municipal apresenta uma posição privilegiada, em termos paisagísticos, situando-se nas imediações do Parque de Lazer do Cadaval e próximo do Centro Escolar do Cadaval.

 

Recorde-se que a construção da infraestrutura foi financiada pela Câmara Municipal do Cadaval e pela Administração Central (através do programa Rede Nacional de Bibliotecas Públicas). O valor total de investimento rondou 1,3 milhões de euros, que contou com uma comparticipação financeira global de cerca de 1 milhão de euros.

Desde 13 de janeiro de 2015, a Biblioteca Municipal passou oficialmente a integrar, no rés-do-chão do edifício, o Museu Municipal (antes localizado no edifício que alberga a Junta de Freguesia do Cadaval e Pero Moniz), numa lógica de concentração de recursos num complexo cultural que abarca, também, o Núcleo Museológico do Moinho das Castanholas.

Fonte: SCRP | CMC



  • Siga-nos

Topo / Top
  •   Menu acessível
  • Promotor Oeste Portugal
  •   Oeste CIM
  • Co-financiamento Compete
  •   QREN
  •   União Europeia
Powered by Powered by U-LINK
© 2006 - 2020 Município do Cadaval - Todos os Direitos Reservados.