Estudo do espólio da escritora que viveu na Vermelha teve início no Concelho

Programa de artes levou “Fernanda Botelho” a estudantes do Cadaval

04-08-2020
Programa de artes levou “Fernanda Botelho” a estudantes do Cadaval
[+] Fotos
Foi implementado no Cadaval, durante o ano letivo 2019/2020, o Programa das Artes Fernanda Botelho, criado e dinamizado pela Associação Gritos da Minha Dança junto dos alunos do 3.º Ciclo e do Secundário do Agrupamento de Escolas do Cadaval. O programa conta com a colaboração da Câmara Municipal, através do Plano Integrado e Inovador de Combate ao Insucesso Escolar – Aluno ao Centro.


Recorde-se que a Associação Gritos da Minha Dança dedica-se à salvaguarda, preservação e dinamização cultural do acervo bibliográfico e documental pertencente à escritora, de renome nacional, Fernanda Botelho (1926-2007), que por seu turno viveu parte da sua vida no Concelho, mais precisamente na aldeia da Vermelha.

 

Embora adaptado à realidade do ensino à distância, o programa cumpriu-se e promete regressar no próximo ano letivo, para um novo «convite à experimentação de novas abordagens a partir do património literário de Fernanda Botelho», enquanto ferramenta pedagógica e de comunicação.

 

O mesmo pretende possibilitar aos alunos, segundo palavras de Joana Botelho, neta da escritora e presidente da associação, «o acesso a conteúdos que de outra forma não teriam».

 

«Queremos continuar a ouvir pensamentos, questões, indignações, fazer da Arte uma presença incontornável na formação educativa e cultural», adianta a também arquiteta, movida pela ambição de levar a comunidade a «colocar um pé de fora dos muros da escola, para ir ao encontro do património urbano e cultural do nosso concelho, que é o Cadaval».
Fonte: SCRP | CMC



  • Siga-nos

Topo / Top
  •   Menu acessível
  • Promotor Oeste Portugal
  •   Oeste CIM
  • Co-financiamento Compete
  •   QREN
  •   União Europeia
Powered by Powered by U-LINK
© 2006 - 2020 Município do Cadaval - Todos os Direitos Reservados.