Certame do final das colheitas contou com elevada afluência

Eleição de "miss" fechou em grande a Festa das Adiafas

05-11-2019
Eleição de
Raquel Oliveira eleita "Miss Adiafas 2019"
A Festa das Adiafas trouxe ao Cadaval, de 19 a 27 de outubro, uma afluência estimada em cerca de 20 mil visitantes, provenientes de dentro e fora da região. A par da gastronomia, espetáculos, animação e exposições, o certame do final das colheitas trouxe consigo o 18.º Festival Nacional do Vinho Leve e a eleição da Miss Adiafas 2019, prémio alcançado pela conterrânea Raquel Oliveira.

Numa lógica de promoção das condições de crescimento e comodidade do certame, o Município levou a efeito (antes da realização da festa) a remodelação integral do piso do pavilhão de exposições. Recorde-se que, já no ano transato, o enfoque camarário incidira na melhoria das condições acústicas do contíguo pavilhão gastronómico e de animação.

 

A Festa das Adiafas manteve os moldes do ano transato, no que toca ao local (Pavilhão João Corrêa, Cadaval), formato do evento e tipo de oferta proporcionada. Manteve, ainda, o intuito principal de homenagear as tradições rurais, promovendo o Concelho e a sua dinamização económica.

 

De realçar que, no sábado inaugural, marcou presença o programa da TVI “Juntos em Festa”, a emitir diretamente, ao longo da tarde, a partir do recinto do certame cadavalense. A emissão contemplou diversas entrevistas a entidades locais a partir do evento, intercaladas com atuações de vários artistas portugueses, no recinto externo do certame.

 

Também não faltou a RTP, com o Programa “Praça da Alegria” (entre outras presenças da comunicação social), com diretos a partir da Serra de Montejunto, na manhã do dia 21, consagrados à promoção da Festa das Adiafas.

 

Quanto à abertura oficial do certame, ela contou com a especial presença do diretor regional de Agricultura e Pescas de Lisboa e Vale do Tejo, José Lacerda Fonseca, entre diversas outras ilustres presenças, de âmbito local, regional e nacional.

 

A gastronomia voltou a ser conduzida por associações do Concelho, no total de sete tasquinhas e seis espaços de restauração, a saber: restaurantes – Núcleo Sportinguista do Cadaval, Associação Murteirense C.D.S.S., Sociedade D.R. Alguber, Associação H. Bombeiros Voluntários do Cadaval, Cruz Vermelha – Delegação do Cadaval, 3 Cês – Cadaval Clube; tasquinhas – Associação M.C.D. da Póvoa, Adão Lobo S. Clube, Centro C.D.R. de Chão de Sapo, União dos Amigos da Vermelha, Associação C.D. da Palhoça, Associação Filarmónica 1.º Dezembro de Pragança e Paróquia de São Tomé das Lamas.

 

Os mesmos voltaram a incluir, nas suas ementas, almoços e jantares com diversos pratos e petiscos, onde até o ingrediente “Pera Rocha do Oeste” costuma ser incluído, em especial na doçaria presente. O espaço gastronómico terá juntado cerca de 200 voluntários, a trabalhar durante os nove dias da festa.

 

O setor produtivo tornou a marcar presença através de colóquios e conferências técnicas sobre temáticas de utilidade agrícola e de fomento da economia rural, a decorrerem no recinto do certame, em articulação com diversos parceiros locais.

 

Em destaque, esteve a realização da eleição da Miss Adiafas 2019, no último domingo à noite, em vez de decorrer no arranque do certame, como em anos anteriores. Os três desfiles das jovens candidatas foram intercalados por um espetáculo enriquecido com animação variada e apresentado por José Figueiras, reconhecido apresentador televisivo.

 


Raquel Oliveira eleita Miss Adiafas 2019

 

No corrente ano, as oito participantes no concurso “Miss Adiafas 2019” representaram oito dos treze espaços gastronómicos presentes no certame.

 

O título de “Miss Adiafas” coube, desta feita, a Raquel Caetano Oliveira (Casal Cabreiro, Cadaval), candidata representante do “3 Cês” – Cadaval Clube.

 

Raquel tem 19 anos e frequenta a universidade (curso de Terapia Ocupacional), sendo um dos seus sonhos viajar.

 

A Miss Adiafas 2019 foi contemplada com dois prémios monetários, um no valor de 250 euros, oferta da Câmara Municipal do Cadaval, e outro de 150 euros, cortesia da “Duarte & Bernardino – Comércio de Automóveis”.

 

Raquel recebeu ainda um book fotográfico, oferta de Celestino Fotógrafo, e um vale de serviço de massagens, cortesia da Clínica “Forma Física”.

 

Quanto à 1ª Dama de Honor, o título coube a Joana Antunes Emídio (Adão Lobo, Cadaval), em representação do Núcleo Sportinguista do Cadaval. Tem 15 anos, é estudante e tem o sonho de vir a ser modelo.

 

Joana recebeu um prémio monetário no valor de 150 euros, oferta da Câmara Municipal do Cadaval, bem como duas noites em alojamento localizado em Vilamoura, cortesia da Equit’Ana (comércio de material de equitação).

 

Eleita como 2ª Dama de Honor foi Laura Rodrigues Santos (oriunda de Lamas mas residente no Cadaval). Laura representou o Adão Lobo Sporting Clube, tem 15 anos, é estudante e tem o sonho de ser bailarina.

 

A 2ª Dama de Honor recebeu um prémio monetário no valor de 100 euros, oferta da Câmara Municipal do Cadaval, a par de um fim de semana para duas pessoas, cortesia da Artvilla – Casas de Campo.

 

O título de Miss Simpatia coube, simultaneamente, a Liliana Bernardo Carloto (representante da CVP/Delegação do Cadaval) e a Laura Santos (Adão Lobo S. Clube), que foi também 2ª Dama. Ambas receberam um relógio Swatch, oferta da Ourivesaria Kayné.

 

Por seu turno, o prémio Miss Fotogenia coube, igualmente, à eleita Miss Adiafas 2019, Raquel Oliveira (3 Cês – Cadaval Clube). Este título concedeu-lhe uma tela fotográfica (cortesia de Celestino Fotógrafo), a juntar aos prémios acima referidos.

 

Todas as participantes receberam, ainda, lembranças várias, oferecidas por: Câmara Municipal do Cadaval, Farmácia Central, Farmácia da Misericórdia, Espaço Aromático do Cadaval, Celestino Fotógrafo e Moinho da Música.

 

As oito candidatas a Miss Adiafas 2019 foram vestidas por Mundicores/Marymada, maquilhadas por Verónica – Estética e Massagens e penteadas por Cabeleireira Madlook.

 

O júri ficou constituído, este ano, da seguinte forma: Rui Viola, diretor do Jornal Região Oeste; Carla Santos, violinista; Catarina Florêncio – locutora da Rádio 91 FM Rádio; Marina Ferreira, Miss Adiafas 2018; Pedro Lourenço, representante da AMPV – Associação de Municípios Portugueses do Vinho.

 

A vencedora da noite conquistou ainda a oportunidade de representar o Cadaval na eleição nacional da Rainha das Vindimas de Portugal, a realizar em 2020.

 

O Município aproveita o ensejo para agradecer a todos os envolvidos no concurso, em especial às oito jovens participantes, a saber: Cláudia Lourenço (associação de Alguber), Beatriz Rodrigues (associação Chão de Sapo), Liliana Carloto (Cruz Vermelha do Cadaval), Daniela Benvindo (Bombeiros Voluntários do Cadaval), Laura Santos (Adão Lobo S. Clube), Joana Emídio (Núcleo do Sporting C. do Cadaval), Ana Raquel Vitorino (associação da Palhoça) e Raquel Oliveira (associação 3 Cês – Cadaval Clube).

 

Adentro da animação, os espetáculos noturnos de palco contaram com diferentes propostas, destacando-se, no dia 19, a atuação da Banda Omega; dia 20, “Revista no Coração” pelo Grupo Gente Gira; dia 21, Rosinha e bailarinas; dia 22, Leo & Leonardo e bailarinas; dia 23, Concerto “Banda de Pragança convida Raquel Coelho e Domingos Peneda”; dia 24, atuação da fadista cadavalense Cláudia Picado; dia 25, David Antunes & The Midnight Band; dia 26, Banda Xeques Orquestra, e dia 27, a já referida eleição da Miss Adiafas 2019.

 

A animação incluiu, ainda, a realização de outro tipo de atividades lúdicas, da cultura ao desporto. Disso exemplo foi a Caminhada das Adiafas, no dia 20, ou o Passeio Equestre, no dia 27, tendo, cada qual, reunido cerca de 80 participantes.

 


Concurso de Vinhos: Ouro e Prata para o Cadaval

 

Na área vitivinícola, a Festa das Adiafas contempla, anualmente, o designado “Festival Nacional do Vinho Leve”, que conta com a participação anual de diversas adegas, com prova e venda das respetivas gamas de Vinho Leve – bebida de baixo teor alcoólico, frutada e muito apreciada dentro e fora de portas.

 

Participaram, este ano, os seguintes agentes vitícolas: Casa Agrícola Nicolau, Quinta do Gradil, Adega Cooperativa de Arruda dos Vinhos, Adega Cooperativa do Cadaval, Adega Cooperativa da Labrugeira, Adega Cooperativa de Dois Portos e Adega Cooperativa da Vermelha.

 

Neste âmbito, realizou-se, na noite do dia 20, a cerimónia de entrega dos prémios do 9.º Concurso de Vinhos Leves da Região de Lisboa, parceria da Câmara Municipal do Cadaval com a Comissão Vitivinícola da Região de Lisboa (CVRL), tendo por base “provas cegas” prévias, dirigidas por esta última entidade.

 

O Concelho do Cadaval arrecadou, nesta edição, duas das três medalhas “Ouro” atribuídas aos Vinhos de Lisboa, e uma das seis medalhas “Prata”.

 

Medalhados a Ouro, foram os seguintes vinhos de 2018: “Solar da Marquesa”, Branco Leve Moscatel-Graúdo, da Casa Agrícola Horário Nicolau; “Confraria”, Moscatel/Colheita Selecionada Branco Leve, da Adega Cooperativa do Cadaval; “Além do Rio”, Rosado Leve, da Adega Cooperativa da Azueira.

 

Com Prata, foram distinguidos seis vinhos: “Quinta das Amoras”, Branco Leve 2018; “Vale Perdido” Branco Leve Colheita Selecionada 2018; “Azulejo”, Rosado Leve 2018 – todos da Casa Santos Lima – Companhia das Vinhas; “Mundus Evolução”, Branco Leve 2017, da Adega Cooperativa da Vermelha; “Félix Rocha”, Moscatel-Graúdo Branco Leve 2018, da Sociedade Agrícola Félix Rocha; “Sôttal”, Branco Leve 2018, da Companhia Agrícola do Sanguinhal.

 

O Município aproveita ainda a oportunidade para agradecer publicamente a todos os intervenientes que, direta ou indiretamente, favoreceram a realização do evento e que contribuíram para mais um bem-sucedido certame.

 

Aceda a fotorreportagem disponibilizada na página de Facebook da CMC (organizada por dias)

Fonte: SCRP | CMC



  • Siga-nos

Topo / Top
  •   Menu acessível
  • Promotor Oeste Portugal
  •   Oeste CIM
  • Co-financiamento Compete
  •   QREN
  •   União Europeia
Powered by Powered by U-LINK
© 2006 - 2019 Município do Cadaval - Todos os Direitos Reservados.