As Mudanças do Século XIX

Neste século, deram-se algumas alterações administrativas no concelho do Cadaval. A reforma de 1836 retirou-lhe as freguesias de Alguber, Cercal e Figueiros mas acrescentou-lhe as de Bombarral e Carvalhal. Em 1855 foi esta situação de novo invertida.

Em 26 de Setembro de 1895, por decreto do governo, liderado pelo Partido Regenerador, foi extinto o concelho de Cadaval e as suas freguesias foram anexadas aos concelhos limítrofes. Oportunamente, no mês anterior, em 27 de Agosto, um incêndio tinha destruído as instalações da Câmara Municipal do Cadaval.

Porém, o povo manifestou-se contra a extinção do concelho e foi formada uma comissão, constituída pelos mais importantes homens da vila, para a sua restauração. Esta comissão e o povo do Cadaval estavam contra o partido do governo que tinha extinto o concelho.

Em 1897, sobe ao poder o Partido Progressista. Provavelmente na sequência desta mudança política, foi o concelho restaurado em 13 de Janeiro de 1898. Formou-se, então, uma Comissão Municipal Administrativa, constituída por alguns dos homens que tinham lutado pela sua restauração.


Outras pequenas alterações deram-se mais tarde, em 1915, com a criação da freguesia do Painho, e nos anos 30, com a integração na freguesia do Vilar das aldeias de Avenal e Rechaldeira, pertencentes à freguesia alenquerense de Vila Verde dos Francos.





  • Siga-nos

Topo / Top
  •   Menu acessível
  • Promotor Oeste Portugal
  •   Oeste CIM
  • Co-financiamento Compete
  •   QREN
  •   União Europeia
Powered by Powered by U-LINK
© 2006 - 2020 Município do Cadaval - Todos os Direitos Reservados.